Gestão de recursos para médicos

A grande maioria dos médicos brasileiros tem um consultório, uma clínica ou trabalham em algum desses dois estabelecimentos. Por isso, é necessário fazer a gestão de dos recursos de forma adequada.

Gerir bem seus recursos é sinônimo de uma ótima saúde financeira. Portanto, cuidar do seu patrimônio, seja pessoal ou empresarial, é essencial para garantir um futuro tranquilo.

Nesse artigo apresentamos o passo a passo e dicas para você, médico, para se tornar um gestor mais preparado.

Para melhorar sua experiência, navegue pelos tópicos.

Boa leitura!

O que é então uma boa gestão financeira?

É o uso de técnicas adequadas para melhorar a utilização dos recursos que são podem vir a acabar com o tempo, caso não sejam bem geridos. 

Por conta disso, é essencial que haja uma mudança de mindset por parte dos médicos. Isso quer dizer que os profissionais da saúde não deve se preocupar apenas em dar assistência e viver para o trabalho.

Claro, o médico deve sim dar assistência, afinal é o objetivo do seu trabalho. Porém, é importante que saiba gerir muito bem seus recursos, sejam eles pessoais ou empresariais.

Caso contrário, o trabalho se torna apenas um meio de pagar as contas ou, caso o médico possua um consultório, irá apenas sustentar seu empreendimento, quando este deveria ser sua fonte de renda.

Muitas vezes o médico não sabe quanto ganha, quanto gasta e não sabe no que que gasta. Ou seja, não tem a menor ideia de onde vem e nem para onde onde vai o seu dinheiro.

É justamente por essa falta de controle que acaba ficando no vermelho, fazendo dívidas, empréstimos e financiamentos, pagando juros para instituições financeiras. 

Com esse tipo de comportamento fica muito difícil enriquecer apenas com exercício da Medicina. Por isso é muito importante que o médico também seja gestor dos bons.

Vale ressaltar que, para ser um bom gestor, não há necessidade de uma nova formação em administração ou finanças, por exemplo (a não ser que  seja da sua vontade).

O ponto principal para a boa gerência de recursos é necessário ter contato contato, mesmo que mínimo, com conhecimentos sobre gestão.

Ou seja, busque o conhecimento necessário para se tornar um bom gestor. Seja em uma nova graduação na área ou em artigos e vídeos que a internet oferece.

Conhecendo as suas receitas

Para gerir de forma eficaz os recursos é necessário, primeiramente, conhecer todas as suas receitas. Ou seja, conhecer as fontes de entrada de capital, seja como pessoa física ou jurídica.

DICA: As contas de pessoa física e de pessoa jurídica devem ser separadas, pois não deve haver mistura de despesas e receitas de uma com a outra.

Além disso, é muito importante que se tenha conhecimento da timeline de recebimento de receitas, pois algumas vão entrar no início do mês, outras no meio e outras no final do mês.

Tendo esse controle você consegue saber exatamente de onde essas receitas estão vindo, bem como se os valores estão corretos, ou seja, se não está recebendo menos do que deveria.

Conhecendo suas despesas

Tão importante quanto gerir bem as suas receitas, é gerir bem seus gastos.

Uma vez que que você recebe dinheiro, você utiliza para pagar despesas, sejam pessoais 

ou empresariais. Por isso gerir esses gastos também é essencial.

Pagamentos de tributos, salários de funcionários, investimentos no consultório ou gastos particulares, todas essas despesas precisam estar na ponta do lápis de um bom médico gestor. 

Outro ponto importante sobre as despesas é saber exatamente quanto vai ser gasto, pois assim você já consegue ter uma previsão de quanto sobrará da receita no final do mês e não será pego de surpresa.

DICA: caso não sobre nada no final de cada mês, isso é um indício muito claro que não há gestão de recursos adequada. Ou seja, você está gastando mais do que está recebendo.

A isso damos o nome de descasamento de fluxo de caixa, muito comum agora, durante a pandemia, pois muitos médicos tiveram uma queda na receita e mantiveram os gastos em seus consultórios.

Invista o que sobra

Já vimos que é preciso estar sempre de olho nas receitas e nas despesas, mas o que fazer com o dinheiro que sobre?

Uma vez que esteja sobrando, esse recurso não pode ficar parado, por isso ele deve ser aplicado em ativos financeiros que tragam rendimento e que, principalmente, protejam da inflação.

Existem vários produtos financeiros que podem receber aplicações, como:

  • CDBs;
  • Títulos Públicos, como Tesouro Selic;
  • Debêntures; 
  • Letras de crédito.

Com gestão adequada de recursos, é possível saber se você está superavitário, ou seja, se está sobrando dinheiro para ser investido, ou se você está deficitário.

Como avaliar se a gestão está sendo eficiente?

Existem alguns indicadores que me mostram se a gestão dos seus recursos está sendo eficiente, como por exemplo:

Retorno de patrimônio líquido

Você divide o lucro líquido pelo quanto você tem de patrimônio, seja como pessoa física ou  seja uma empresa.

O ideal é que o retorno sobre patrimônio líquido seja mantido acima de 15% ao ano, o que significa  que uma boa gestão está sendo feita.

Margem Líquida 

Você divide o lucro líquido pelo quanto você recebeu, ou seja, a receita.

A margem líquida acima de 10% indica que a gestão está sendo adequada.

Índice de Liquidez Corrente

Você divide tudo que você tem para receber em 1 ano de chamada (ativo circulante) por tudo que deve ser pago em 1 ano (passivo circulante). 

O ideal, nesse indicador, é que o resultado do cálculo seja acima de 1, ou seja, você precisa ter mais recursos para receber do que despesas para pagar. Isso mostra uma gestão também eficiente dos seus recursos.

Vantagens da boa gestão de recursos

Ganhe mais trabalhando menos 

Muitos médicos têm cerca de 4 e até 5 empregos, o que significa que eles não estão gerindo adequadamente os seus recursos. 

Quando você faz a gestão adequada, consegue otimizar os seus ganhos sem necessariamente ter que trabalhar mais. 

Ao não ser necessário trabalhar mais, você terá mais tempo livre para ficar com a família, amigos e para utilizar da forma que você quiser.

Um bom exemplo dentro desse contexto é empreender e aumentar sua receita.

Há diversos segmentos, um dos mais rentáveis é o segmento de tecnlogia.

Um bom caso para se inspirar é você produzir um chatbot para whatsapp e assim vender esse sistema para seus colegas médicos.

Utilize os recursos da forma eficaz 

De forma eficiente fazendo mais COM menos e não mais OU menos como muitos fazem por aí.

Torne-se sustentável ao longo do tempo 

O que é ser sustentável? Significa que os seus próprios recursos geram novos recursos. Isto é, os próprios ganhos, com a gestão adequada dos recursos, servem para reinvestimento. 

Dessa forma, você não vai precisar mais colocar capital próprio no processo. Gerando assim um círculo virtuoso em que a própria empresa ou suas próprias finanças pessoais se auto remuneram.

Logo, você não precisa mais estar capitalizando o processo.

Atinja a independência financeira 

Tanto as finanças pessoais, com uma gestão adequada e com o investimentos, quanto no consultório ou clínica são fontes de renda passiva, ou seja, renda que não depende do trabalho.

Aprendam, busquem conhecimento, coloquem em prática o que aprenderam. Desse modo, logo terão uma vida financeira tranquila e muito tempo de sobra.

Esperamos que você possa aplicar essas dicas em seu dia dia e, para te ajudar ainda mais, não deixe de baixar o meu livro 4 Pilares do Enriquecimento Médico.

Gestão de Recursos